Recentemente marcas como Volkswagen, Toyota, Tesco, McDonald’s, L’Oreal, RBS, BBC, Channel 4, o governo britânico, Verizon, AT&T e Johnson & Johnson removeram suas campanhas do Youtube, estimulando muitas outras marcas a fazerem o mesmo.

O motivo: descobriram que seus anúncios estavam sendo veiculados em vídeos e canais com discursos racistas e cheios de ódio. Ainda não se sabe a veracidade da notícia, mas uma coisa é certa: essa questão mudou para sempre a política do Youtube.

Para tentar estancar o sangramento o Google divulgou algumas mudanças. Uma delas é não monetizar canais com menos de 10.000 visualizações totais, a outra – e que vem causando maior gritaria por parte de alguns influencers – é a decisão de não monetizar vídeos de qualidade discutível, dando maior relevância a conteúdo família, o famoso Family Friendly.

Com essa nova política implantada, houve uma queda de 90% na monetização de muitos vídeos na plataforma.

Fonte: Publicitários Criativos

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

| COMPARTILHE

posts relacionados

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Cadastra-se na nossa newsletter e receba conteúdos para aumentar os resultados do seu negócio.

×